Como chegamos a este ponto?

As cidades estão em chamas.

Pequenas empresas estão sendo saqueadas.

As pessoas estão sendo demitidas por postar a “opinião errada” on-line, e também estão sendo removidas da Internet por isso.

Como chegamos a este ponto?

A resposta é simples: a teoria crítica se espalhou como um câncer a partir das nossas instituições acadêmicas para a cultura, negócios e política.

E o que é teoria crítica?

Segundo Stanford: “Teoria Crítica” deriva da tradição marxista da Europa Ocidental conhecida como Escola de Frankfurt. Segundo esses teóricos, uma teoria “crítica” pode ser distinguida de uma teoria “tradicional” de acordo com um propósito prático específico: uma teoria é crítica na medida em que busca a “emancipação humana da escravidão”, atua como uma influência “libertadora … ”E trabalha“ para criar um mundo que satisfaça as necessidades e poderes ”dos seres humanos (Horkheimer 1972, 246).

O mundo, segundo os teóricos críticos, é binário. Existem apenas opressores e oprimidos. Os opressores são os homens brancos cristãos e heterossexuais. Se você cresceu pobre e trabalhou a vida inteira para oferecer um lar decente para sua família, você é um “opressor privilegiado” simplesmente por causa da cor da sua pele, orientação sexual, opiniões políticas e crenças religiosas. Todo mundo está “oprimido”.

A teoria crítica é um sistema de pensamento destrutivo e puro fanatismo. Ele foi feito para ser assim. Você não está seguro se também for membro da classe oprimida. Você ainda tem “privilégios” e deve fazer sua parte para destruir sua própria forma de opressão sobre aqueles com menos “privilégios”.

Por exemplo:

Se você é um homem negro, mas heterossexual, ainda é opressor às mulheres, gays, transexuais e deficientes.

Se você é uma mulher negra, mas é heterossexual, ainda é opressor de gays, transexuais e deficientes.

Se você é um negro gay trans, ainda é opressor para os deficientes.

Se você é um negro gay trans que é deficiente, mas é conservador, é opressor dos esquerdistas.

Você está confuso? Pois é, você deveria mesmo estar.

A teoria crítica é projetada para dividir e conquistar. É um sistema de revolução, sofrimento, caos e violência.

Agora estamos vendo isso começar a se manifestar em nossa cultura, mídia, negócios, política e até em nossas igrejas.

Os defensores dos oprimidos, os salvadores que lutam contra esse sistema de opressão, por acaso são esquerdistas brancos heterossexuais como o ex-presidente Lula, como a Comunista Manuela d’Ávila, o Petista Fernando Haddad, como Ivan Valente, Alessandro Molon, Gleisi Hoffmann, Lindbergh Farias, Dilma Rousseff, Maria do Rosário, Gilmar Mendes, Guilherme Boulos, Marcelo Freixo e tantos outros incontáveis exemplos na esquerda Brasileira.

Engraçado, se não fosse trágico.

Por falar nisso, você estará na lista negra! Você será exposto e escrachado! Será humilhado. Será chamado de “racista”. Você será considerado um inimigo, trabalhando em nome do sistema de opressão.

Há quem pense que se manifestando contra o “racismo” ou apoiando teóricos críticos aprovados pela patrulha, poderá passar ileso. Este é um grande erro. A patrulha do politicamente correto não se importa se você é um “aliado”. A sua cor de pele, sua orientação sexual, sua saúde e suas crenças políticas são inerentemente “opressivas”.

Esse sistema destrutivo de pensamento e fanatismo deve ser rejeitado por todas as partes de nossa sociedade e cultura. Devemos expô-lo pelo que é e impedir que ele aniquile a civilização ocidental. Essa é a única opção. Encolher-se e apaziguar a multidão de teóricos críticos não tem efeito. Vemos nossos representantes, empresas e igrejas adotando essa abordagem. Estão todos errados e estão fadados ao fracasso.

Espero que esta informação ilumine muitos de vocês. Espero que você pesquise sobre a teoria crítica, o marxismo cultural e os muitos atores envolvidos em usá-lo como uma ferramenta de destruição para nos dividir e depois nos controlar.

Agora, mais do que nunca, precisamos de dissidentes para falar sobre esse marxismo cultural tóxico que está destruindo nossa civilização.

É hora da “maioria silenciosa” começar a ficar barulhenta.

Autor: Daniel Ribeiro

Daniel Ribeiro é um Nerd apaixonado por motos e velocidade. Escreve o Motos Blog, o maior blog sobre Motos do Brasil. Mas como todo Nerd, gosta de acumular conhecimentos profundos sobre todas as áreas que puder. Com isso, acaba tendo interesse em outras áreas, como Aviação, Eletrônica, Mercado Financeiro, entre outros. Então, usa o Outros.net para postar tudo aquilo que não cabe no Motos Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*