Como transformar um Raspberry PI em uma ponte wireless

Hoje tive uma necessidade muito específica: Conectar meu computador (desktop), que não tem placa de rede Wifi, a minha rede Wifi.

Minha rede Wifi fica longe do computador, e passar um cabo de rede até o roteador não é uma tarefa tão simples aqui em casa. Então eu resolvi usar um Raspberry PI que eu tinha jogado por aqui e fiz a rede funcionar.

Pensando bem, eu poderia simplesmente ter ligado o adaptador Wifi USB do Raspberry no meu PC… Mas ai onde ficaria a diversão, não é mesmo?

Então vamos lá: Eu vou considerar que você já tem um Raspberry PI rodando o Raspian (Linux baseado em Debian padrão do Raspberry PI). Vou considerar também que você já configurou a rede Wifi nele e ele está acessando a internet normalmente.

Acesse então o terminal do Raspberry e faça o seguinte:

Entre no modo super usuário digitando:
$ sudo su

Agora que está como super usuário, crie um novo script chamado “setuprouter.sh” em uma pasta “scripts” nova.
# cd /
# mkdir scripts
# cd scripts
# nano setuprouter.sh

Então o editor de texto Nano será aberto com um arquivo vazio. Preencha com o seguinte:
#!/bin/bash
echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward
iptables -t nat -A POSTROUTING -o wlan0 -j MASQUERADE
ifconfig eth0 10.0.0.1 netmask 255.255.255.0 up

Aperte CTRL+O e depois ENTER para salvar o arquivo, depois CTRL+X para sair do Nano.

Agora você precisa dar permissão de execução para o script, usando o seguinte comando:

# chmod u+x setuprouter.sh

Agora rode o seu novo script
# ./setuprouter.sh

Se der tudo certo, nenhuma mensagem de erro vai aparecer.

Agora você terá duas redes: a Wifi (wlan0) com o IP atribuído automaticamente pelo roteador, e a rede cabeada (eth0), com o IP 10.0.0.1, que nós atribuímos manualmente. Para conferir se está tudo certo, digite:
# ifconfig
Suas redes serão listadas, e os respectivos endereços IP.

A partir desde ponto, seu Raspberry PI já está funcionando como ponte para a rede Wifi, porém se você reiniciar o Raspberry PI, terá que executar o script novamente para fazer tudo funcionar de novo. Então para evitar este inconveniente, vamos colocar o script para rodar automaticamente a cada início do sistema operacional. Para isso, edite o arquivo /etc/rc.local
# nano /etc/rc.local

E no final do arquivo, antes do “exit 0”, inclua a seguinte linha:
/scripts/setuprouter.sh &

Pronto. A configuração está completa. Como não há serviço de DHCP rodando no Raspberry, o seu computador (com Windows provavelmente) vai precisar ter a configuração de rede definida manualmente. Defina qualquer endereço IP da rede 10.0.0.1 (pode ser 10.0.0.100, por exemplo), máscara de rede 255.255.255.0 e Gateway 10.0.0.1. Você também vai precisar especificar um DNS. Eu recomendo os da OpenDNS: 208.67.222.222 e 208.67.220.220.

É isso. Basta agora ligar um cabo de rede entre o Raspberry PI e o seu computador (pode ser qualquer cabo, normal ou crossover), e os dois computadores já vão estar conversando normalmente… E o seu PC vai finalmente ter a tão sonhada internet wifi.

Você pode incrementar essa instalação adicionando um servidor DHCP (DHCP Daemon), assim não precisará definir os IPs manualmente, mas como o Raspberry é bem limitado, e o meu já é bem ocupado com outras tarefas, eu preferi deixar sem esse recurso. Mas tenho certeza que se você quiser isso, não vai ser difícil encontrar tutoriais.

É isso, espero ter ajudado.

Autor: Daniel Ribeiro

Daniel Ribeiro é um Nerd apaixonado por motos e velocidade. Escreve o Motos Blog, o maior blog sobre Motos do Brasil. Mas como todo Nerd, gosta de acumular conhecimentos profundos sobre todas as áreas que puder. Com isso, acaba tendo interesse em outras áreas, como Aviação, Eletrônica, Mercado Financeiro, entre outros. Então, usa o Outros.net para postar tudo aquilo que não cabe no Motos Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*