M² de Campinas está entre os mais caros do mundo

Apesar da queda do valor do imóvel em relação ao mesmo período do mês de Abril, Campinas é uma das cidades que possuem um dos metros quadrados mais valorizados do mundo, podendo ser comparado com grandes cidades de primeiro mundo

Nos últimos quatro anos, o mercado imobiliário de Campinas passou por uma valorização constante, os metros quadrados se valorizaram e os preços dos imóveis passaram a estar menos acessíveis para família de renda mediana.
Até a metade do mês de Abril/2012, os valores do metro quadrado se mantinham em alta, chegando a custar R$ 5,000, valor esse que se compara com o preço do metro quadrado de cidades como Chicago, Miami, Orlando, São Francisco e Nova York. Porém, do inicio do mês de Maio/2012 até agora, os custos caíram. Atualmente o preço do m² reduziu 1,6%, chegando a custar R$ 4,188.
Atualmente as pessoas estão buscando por imóveis na região, muitos estão comprando apartamentos e casas a venda em Campinas, instigando consumidores a comprarem também, pois quando há um grande número de aquisições, as pessoas tendem a pensar que, se todos estão comprando, é por que é hora de comprar também. É ai que as pessoas que não possuem um entendimento maior sobre aquisição de imóveis e planejamento financeiro estão se precipitando.
Comprar um imóvel não é algo que fazemos todos os dias, é uma decisão que envolve um leque de coisas. As pessoas estão carregando financiamentos de 15-20 anos sem analisar o quanto os imóveis valorizaram de um tempo para cá e se valerão a pena em longo prazo.
Algo que podemos notar é que os imóveis adquiridos há 10-15 anos atrás foram valorizados e hoje proporcionaram lucro certo para os compradores. Agora a hora não é de comprar e sim de vender. É preciso entender que o momento do mercado imobiliário favorece a quem está vendendo, quem já comprou há algum tempo.
Cenário mercadológico
O mercado imobiliário da Região Metropolitana de Campinas movimenta, sozinho, cerca de R$ 3,6 bilhões por ano. Apenas a cidade de Campinas, que é conhecida como centro estratégico para os negócios, arrecada aproximadamente R$  1,8 bilhões.
O município possui um dos maiores parques industriais e tecnológicos do país, a região também conta com uma rede de comércio e serviços que vem crescendo constantemente, o que reflete diretamente na construção civil.
A construção de mais de um milhão de metros quadrado em 2010, a chegada do programa “Minhas Casa, Minha Vida” e a ampliação do aeroporto Viracopos só mantiveram a tendência de valorização na economia campineira.
Um estudo realizado pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) sobre o cenário mercadológico local mostrou que Campinas viu nascer cerca de 20 mil novos apartamentos.  O mercado de usados, também se aqueceu e a liquidez só aumentou.
Em relação ao aluguel, a cidade de Campinas passou por um momento de muita busca por este tipo de serviço no final de 2010 e início de 2011, já que muitos estudantes ingressam nas universidades locais todos os anos. Isso só fortaleceu o aumento dos preços, já que a demanda foi alta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*